Novos tempos.



Encontrei um antiga amiga minha que hoje eu diria que é uma querida colega. Se for ver, isso se encaixa com quase todas as minhas companhias na época da escola. É estranho pensar que toda aquela coisa de Não vamos deixar o tempo nos afastar, ficou lá longe, mas é mais estranho ainda eu não me importar tanto coisa isso. Evito falar disso com quem quer que seja, porque as respostas que ouviria seriam sempre as mesmas: Você namora, é por isso que se sente assim. Discordo, discordo quantas vezes forem necessárias. Eu concordo quando alguém diz que ninguém é feliz sozinho, mas sou totalmente contra quando ouço ou leio que para sermos felizes precisamos de amigos, e em alguns casos de muitos amigos. Nunca fui de ter muitos amigos, sempre fui de ter vários colegas. Sou do tipo de pessoa que se relaciona bem aparentemente com todos, mas que crio um vinculo maior apenas se tiver os valores semelhantes aos meus, e afrouxo esse mesmo vinculo se eu vejo que alguma coisa mudou, não me afasto, não mudo o meu gostar e a minha consideração apenas, desfoco a minha confiança, é algo tão natural... Sou individualista o suficiente para ser assim. Perda de inocência não é a mesma coisa que perca de valores, e sei muito bem reconhecer cada uma dessas coisas, e sei o que cada coisa significa para mim. 

E hoje conto nos meu dedos quem são as pessoas em que confio de verdade. Sei que se precisar falar qualquer coisa posso ligar pra aquela amiga do ensino fundamental e ela irá me atender e não falara nada sobre mim. Quer saber de uma coisa? Hoje sinceramente diria que minha 'melhor amiga' seria a minha irmã, meu melhor amigo o meu amor, e não tenho dúvidas disso Quando o que temos é verdadeiro, a certeza transparece em tudo. é algo que traz paz, felicidade, certeza e segurança. 

Aquelas amigas que um dia eu tive, são minhas queridas colegas, eternas amigas de colégio e pessoas das quais eu desejo as melhores coisas do mundo. Hoje vejo as meninas, olho pra elas e elas estão tão diferentes de ontem, tão diferentes de tempos que não aparentavam estarem tão distantes, e por mais que me falem: Era época de escola, pouca coisa continua depois, e por maior que seja a verdade que exista nessa frase, eu as considerarei pelo resto da minha vida, mas tendo a consciência que nada voltará a ser como era antes, já foi o tempo. Hoje todas temos uma nova rotina, novos objetivos, novas companhias,  e sei que nem sempre iremos nos cruzar nesses novos caminhos.


Bárbara.

6 comentários:

  1. hoje em dia todos nós temos poucos amigos e bastante conhecidos, quanto mais velho ficamos mais vemos isso hehe
    adorei seu blog flor!!
    Blog da Pê

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei... E tudo o que disse é a mais pura verdade, não sabemos diferenciar os amigos para os colegas... E no fundo todo mundo é colega! Amei o texto, muito realista! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. A pura verdade... Pena... =/

    Bjo
    makesdami.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Perfeito!! É realmente assim também que me sinto..parece que o post foi feito para mim. Amizades se uma maneira geral eu conto nos dedos, mas colegas tenho vários que são queridos, me importo e também gosto de está com eles. Mas amizade é algo totalmente diferente. Bjs. Sandra

    ResponderExcluir
  5. Realmente! Me lembrei do texto que fiz de confissões sobre amizades no meu blog...
    Concordo muito com você! Minhas colegas de colégio também mudaram bastaaante!

    Beijos. Boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto, seu blog é muito bom. Beijos!

    http://bringmeblush.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir