É o meu jeito, sem desleixo.


As pessoas tendem a sempre me dizer que eu preciso me soltar mais. Que preciso me divertir mais. Que sou muito fechada, quieta. Séria, seria a palavra certa. E sinceramente? Para a pessoa falar isso é porque ela tá longe para me conhecer de verdade.Teve uma época que eu ficava chateada sabe? Principalmente se essa frase vinha de pessoas muito próximas. Mas chegou uma hora que cansei de justificar.  Não entendo porque as pessoas acham que pessoas felizes, divertidas ou que se divertem e sabem aproveitar a vida, precisam sair toda sexta-feira ou pelo menos ao sábados, falar besteiras e concordar com tudo ou quase tudo com o que outros acham engraçado. 

As pessoas tem que ser felizes e se divertirem pelo o que elas são. 

Eu me divirto horrores até com piadinhas sem graças e sem sentido.  Mas não vejo graça quando a diversão de um é atrapalhar alguma coisa de outra pessoa. Não me divirto com traição. Não me divirto com meias mentirinhas. Não me divirto com coisas pela metade e sem um fundo de verdade.

Porque eu to falando tudo isso? Porque eu cansei de só pelo olhar das pessoas elas já chegarem a conclusão de que preciso me divertir mais, que sou séria demais. Oras! Eu sei que sei da minha vida. O que eu fiz ou deixei de fazer, são minhas escolhas. E as nossas escolhas mostram quem somos

Poxa, eu sou discreta, adoro observar, sou curiosa. Sou apaixonada por tudo que ter cor e formato. Prefiro escultar do que falar, mas quando eu começo a falar também, não sou de querer parar. Eu gosto de cheiros, sentimentos, gostos. Prefiro ficar em casa, do que com meia duzia de pessoas completamente desconhecidas e indiferentes para mim - Eu  Adoro conhecer gente nova, coisas novas, mas por favor, sem ser obrigada. Prefiro ficar em casa lendo, ou sozinha, do que ir na balada,  Mas se um dia eu quiser ir, eu vou e vou porque quero ir, não porque as pessoas acham preciso que sair. Não vou rir, de uma coisa que eu não achei graça, e olha que pra isso eu não sou chata. Eu não vou achar "legal" a pessoa atrapalhar o que uma ou várias pessoas estão fazendo. As vezes é um trabalho que demorou tanto.. As vezes é só uma coisinha entre amigos para se guardar e eu não quero estragar. Não vou querer sair de intrusa no vídeo ou na foto de outras pessoas. Não acho legal e nem vou fingir achar legal. Adoro atitudes libertadoras, seja um grito no meio da rua, ou uma gargalhada gostosa. Não acho piadinha sem graça e ofensiva engraçada, não gosto de comentários desnecessários e maldoso. E na medida do possível e quase no impossível, eu  não faço o que eu não gostaria que fizessem comigo. E eu me divertido, e vivo muito feliz assim.

Independente da minha orientação religiosa, dos meus pais e do meu convívio, são minhas convicções que me guiam. 

Então  para essas pessoas, que acham que sabem de alguma coisa, que acham que conhecem alguma coisa, ou que acham que eu fazendo o que eles fazem eu vou ser mais feliz: Vocês fizeram o que queriam fazer, se divertiram da maneira como bem entenderam, e assim vocês seguem a própria vida. Mas não se esqueçam que a vida de vocês é diferente da minha, que eu não sou igual a sua amiga ou igual ao seu amigo ou alguém que você conheceu. Antes de você achar que eu preciso mudar alguma coisa, me conheça, mas de verdade e não pela metade. Ai você vai poder achar que sabe alguma coisa para poder falar. Só achar, porque  a certeza só cabe a mim e a mais ninguém. 








7 comentários:

  1. como diz uma amiga minha, as pessoas sempre querem ter uma opinião sobre nós. eu sou reservada. gosto de sair para ver atrações culturais. e acho que cada um é de um jeito. e esse jeito atual q temos q fazer o joguinho do contente, esconder sentimentos, está com nada realmente. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. nossa li e pensei em como eu me sentia a anos atras, adoreei de verdade :)
    Pedaços de Lembranças

    bjbj <3

    ResponderExcluir
  3. Me identifiquei todinha com este texto, só poque ás vezes eu gosto de ficar calada em festinha que está todo mundo se divertindo, ou prefiro ficar em casa, em vez de ir para tal lugar cm alguém acho que as pessoas criam rótulos e mascaras para viver socialmente. Beijinhos

    http://princesaslindasdescoladas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Aqui estou eu, escrevendo esse comentário e se preparando para ler de novo... esse texto simplesmente me defini. Sabe, sou exatamente desse jeito, não tem nem o que tirar... só colocaria que se gosto de estudar, isso é algo meu, então me deixe em paz e para de me chamar de nerd porque não sou kkk'.
    E também, tenho amigo imaginário... kkkk' todos os meus amigos acha isso ridículo e dão risada da minha cara, mas é que passei a infância inteira conversando, brincando com ele, e foi "ele" que me ajudou em muita coisa (pode parecer estranho isso), eu até passei um tempo tentando uma vida normal e com ele longe, mas ai eu decidi voltar conversar e dane-se o resto.

    Agora você deve estar pensando, que menina louca é essa??? kkk' mas eu compreendo muito bem como é estranho você saber que alguém criou uma pessoa na imaginação para conversar, e o mais legal é que eu me controlo nos lugares e não falo sozinha, mas se eu estiver pensativa demais e sorrindo, ou ficando com cara de triste ou algo assim... desconfie... estou falando com o Eduardo kkkk'
    Mas bem, não era sobre isso que eu ia falar, só acho que o texto está perfeito e você escreve muito bem, Parabéns!!!
    Beijos
    sonhos-constantes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Que lindo texto, flor.
    Mas é sempre assim, as pessoas tendem a falar de nós mesmo não nos conhecendo, isso irrita profundamente, mas hoje em dia percebo que não vale a pena ficar dando ibope *-*

    Beijos,
    paixaoliteraria.com

    ResponderExcluir
  6. Já ouvi falar isso sabia? Depende da situação e tb das pessoas que estão comigo e eu me sinto à vontade para me soltar. Conhece aquela frase: Não me julgue, vc não sabe o que eu já passei na vida até chegar aqui.
    Convido vc responder uma nova enquete no blog
    Obrigada.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  7. Gostei bastante do texto, me identifiquei em algumas partes sabe.. As pessoas cuidam mais do que é melhor pros outros do que pra si mesmo, nunca vi! rs

    www.marcellabeato.wordpress.com :*

    ResponderExcluir